OS DOIS SACRIFÍCIOS DE GIDEÃO

Blog de estudosbiblicos :Estudos Bíblicos, OS DOIS SACRIFÍCIOS DE GIDEÃO

“ESTA MENSAGEM MUDARÁ A SUA VIDA, FAZENDO COM QUE SUA ALMA SE APORXIME DA VERDADE, A ÚNICA VERDADE, JEUS”

 

TEXTO

Juizes – 6: 24 a 26

24. Então Gideão edificou ali um altar ao SENHOR, e chamou-lhe: O SENHOR É PAZ; e ainda até o dia de hoje está em Ofra dos abiezritas.

25. E aconteceu naquela mesma noite, que o SENHOR lhe disse: Toma o boi que pertence a teu pai, a saber, o segundo boi de sete anos, e derruba o altar de Baal, que é de teu pai; e corta o bosque que está ao pé dele.

26. E edifica ao SENHOR teu Deus um altar no cume deste lugar forte, num lugar conveniente; e toma o segundo boi, e o oferecerás em holocausto com a lenha que cortares do bosque.

 

Ø      INTRODUÇÃO

                Esta é uma passagem muito conhecida dos cristãos, uma passagem, da qual muitas mensagens fluíram e alimentaram o povo de Deus. Eu gosto muito de falar de coisa conhecidas, penso que nos ajudam a memorizar a mensagem.

                Gideão era Judeu, filho de Joás, seu nome significa “derrubador”, e o nome de seu pai, “O Senhor nos ajudou”, assim Gideão que também foi um Juiz em Israel começa nossa mensagem, mas para que c cheguemos ao final, é que você conheça um pouco da história de um povo que levava em seu nome o verdadeiro Deus.

                Israel era nos dias de Gideão, humilhada por um povo, os midianitas, que de tempo em tempo vinham e roubavam e saqueavam todo o Israel, juntamente com os amalequitas, levando sua comida e o seu gado, pois o Senhor havia dado Israel nas mãos dos midianitas (vr.1), e o medo dos Israelitas era tão grande que chegaram a cavar cavernas para se esconderem do inimigos, e com isso os filhos de Israel empobreceram diante de seus inimigos, então o povo começou a clamar a Deus, e clamando o povo, diz a bíblia que o Senhor enviou um profeta, para que falasse ao povo aquilo que estava no coração de Jeová.

                Esta era a situação do povo de Israel diante da adversidade que eles enfrentavam, tais como fome, medo, pobreza e vergonha. Para isto gostaria que abrisse seu coração e se alimentasse da mensagem que virá agora.

                Talvez neste momento você esteja sendo saqueado por seu inimigo, talvez neste momento sua família esteja sendo saqueada, ou sua empresa esteja na mesma situação, pois o fato de vivermos momentos difíceis não significa que Deus nos abandonou, pois sempre quando prego a palavra do Senhor digo uma frase que se tornou uma lição em minha vida, e quero que você escreva esta frase bem dentro de seu coração: “DEUS SÓ APROVA AQUELE QUE ELE PROVA”.

                Então se você esta em uma situação de adversidade, lembre-se, você está sendo provado! Então não desonre a Deus, pois Ele confia em você.

Ainda que seu pecado o tenha levado a esta situação, como foi com Israel, Deus hoje está lhe enviando um profeta.

Ø      O INIMIGO PODE ESTAR PERTO!!!

                Os midianitas eram parentes dos Israelitas, pois eram descendentes de Mídiã, um filho de Abraão e Quetura em seu segundo casamento. Eram um povo nômade que vivia ao leste do rio Jordão do mar Morto, ou seja, ficavam no lado oriental de Gileade, Moabe e sul de Edom para o noroeste da Arábia.

                Os amalequitas eram uma tribo também nômade, localizada no Neguebe, na península do Sinai, eram descendentes de Amaleque, neto de Esaú (Gn 36: 12, 36). Os Midianitas e os Amalequitas formaram uma coalizão, para ferirem a Israel.

                Sabe o que aprendo aqui? É que muitas vezes, ou na maioria das vezes, nossos inimigos estão perto de nós, pois ninguém que esta longe pode nos atingir com uma “pedrada”, mais aqueles que estão por perto, estes são os que mais nos machucam, talvez por conhecerem um pouco mais de nós mesmos. Por isso tome cuidado com aqueles que estão perto de ti, pois parecem ser seus amigos, mas mesmo tendo um parentesco, não são confiáveis.

                Outra coisa excepcionalmente incrível é que para trazer Israel novamente para o caminho de Deus, Ele, Jeová, usará sempre alguém que esteja perto de você, pois Deus tem pressa que voltemos aos seus braços.

 

Ø      QUANDO VEM A ADVERSIDADE.

                A bíblia nos revela que Deus entregou Israel nas mãos dos midianitas, mas isso não significa que Ele fosse mau, pois na verdade o que levou Israel a ser humilhada por seus inimigos foi o pecado, e o pior dos pecados em minha opinião, é a idolatria, pois este pecado mostra que Israel era um povo ingrato, mostra que se esqueceram das coisas que Jeová havia feito no meio deles.

                Quando o povo de Israel sai do Egito, Deus fala para que Moisés ajunte o povo, e diga para os pais contarem para seus filhos, e os filhos contarem para os filhos de seus filhos, e que se passasse de geração em geração as maravilhas que Ele, o Senhor havia feito no meio de seu povo (Ex 10:02). Então isto era um mandamento, que hoje esquecemos de cumprir.

                A idolatria havia feito o povo de Israel se afastar de Deus, e isso despertou um sentimento no coração de Jeová (Ex 34:14), o sentimento de ciúme, pois a bíblia fala em muitos relatos que nosso Deus é um Deus Zeloso, o que também pode ser entendido como aquele que sente ciúmes por aquilo que ama.

                Como o povo havia se esquecido de Deus, e sempre que pecamos damos legalidade para que a adversidade venha em nossas vidas, assim foi com a nação de Israel, ao se curvarem diante de imagens, deuses pagãos.

                O profeta Isaías nos diz que nossos pecados fazem separação entre nós e nosso Deus, e assim nós não o vejamos e Ele não nos ouve (Is 59:2), assim vieram os inimigos e saquearam, humilharam e amedrontaram todo Israel, que por sete anos sofreram. Este relato serve para que nós fiquemos atentos em nossas vidas e assim não permitirmos que as adversidades se levantem contra nossas vidas e soframos nós e nossos familiares.

                Sabemos que nossa luta não é contra a carne ou sangue, mas contra satanás e seus demônios (Ef 6:12), então devemos lutar para sermos agradáveis aos olhos de Deus, pois sabemos que nosso acusador está sempre pronto a nos acusar diante de Deus, para assim conseguir uma legalidade e nos atingir com uma tempestade (leia a mensagem TEMPESTADES ESPIRITUAIS).

                Mas Israel descobriu que ainda havia um Deus amoroso que está sempre prestes a acudir seus filhos. E nos diz a bíblia que após se passarem sete anos, Israel clamou ao Eterno, Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, e que clamando Israel, Jeová mandou um profeta, que alertou o povo quanto ao pecado de se esquecerem de Deus, e se curvado diante de imagens, e de terem se esquecidos dos milagres que Ele havia feito no meio do povo, exemplo: A saída do povo do meio do Egito.

 

Ø      A CHEGADA DA VITÓRIA

                Quando o povo clama ao Eterno, Deus então envia o profeta, para que saibamos que ainda há profetas na face da terra, que ainda pregam a verdade, doa a quem doer, pois no velho testamento havia três pessoas que lideravam o povo, os Reis, os Sacerdotes e os Profetas, os Reis lideravam o povo politicamente, os Sacerdotes tinham a incumbência de ouvir as lamúrias do povo e leva-las a Deus (sacrifícios), mas os profetas eram diferentes, eles ouviam o coração de Deus e transmitiam ao povo as palavras de Deus, por isso profeta é aquele que fala a mando de Jeová.

                O nome do profeta eu não sei, mas de uma coisa sei que ele falou o que estava no coração de Deus. Saiba de uma coisa meu querido irmão, Deus está falando contigo agora, e saiba também que Deus nada fará sem antes ter revelado aos seus profetas (Am 3:7), então somente depois de haver revelado a seu profeta, virá o livramento. Então sua vitória está depois da boca do profeta, por isso continue ler esta mensagem, pois Jeová ainda lhe tem algo a revelar.

 

Ø      OS DOIS SACRIFÍCIOS DE GIDEÃO

                Notem que nos versículos em epígrafe, Gideão faz um sacrifício ao Senhor, mas no versículo seguinte o Senhor, na mesma noite, lhe pede outro sacrifício. Então perguntei ao meu Senhor. Por que pediste outro sacrifício a teu escolhido? O primeiro não valeu? Estava de alguma forma algo errado, que tenha magoado Senhor? Então vejamos o que Jeová quer nos falar, OS DOIS SACRIFÍCIOS DE GIDEÃO.

 

1º) O PRIMEIRO SACRIFÍCIO DE GIDEÃO – vr. 24

                No primeiro sacrifício, Gideão fez um sacrifício a sua altura e não a altura de Deus, pois teve pressa e sabido é que a pressa é inimiga da perfeição, e meu Deus é prefeito em tudo que faz. Quantas vezes agimos assim, pastores que não preparam mensagem, não ouvem de Deus qual será o recado para o povo, e quantos ainda fazem a obra de Deus relaxadamente (Jr 48:10). Estamos servindo a Deus do nosso modo e não ao modo de Deus, e não é assim que se faz.

                Gideão em sua pressa fez ali um altar, não se preocupando qual seriam os critérios de Deus, pois agindo assim Gideão quebrou o protocolo e sua atitude não teve valor diante de Deus, pois com certeza o nosso Deus tem critérios e está tudo escrito. Hoje estamos deixando de ler as Sagradas Escrituras, agindo a nosso modo, por isso muitos dizem, que Deus não os ouve, e não é verdade.

                Ao não ouvir aos critérios de Deus, gideão pega alguns pedaços de pedras, que estavam jogadas naquele lugar, pedras que estavam cobertas por lodos. Não é assim que edificamos um altar ao Senhor, um altar se levanta com pedras limpas, lavadas. Veja que todas as vezes que Deus vai se relacionar com seu povo no Velho Testamento, ele se relaciona através de um altar, e nós somos hoje as habitações de Deus na terra (I Co 3:16).

                Após ter pegado pedras sujas e erradas, Gideão busca a lenha, mas uma lenha feita de gravetos, molhados, madeira vulgar. Isso não te lembra nada em sua vida. Queremos que Deus responda a um sacrifício “chulé”. A lenha na bíblia representa a oração, o jejum, pois sabemos que sem lenha o fogo se apaga.

                Depois de juntar uma lenha “fuleira”, Gideão vai buscar um animal para ser sacrificado, e acha também por ali, talvez uma raposa, ou quem sabe um coelho, e mata e sacrifica. Às vezes achamos que estamos “abafando”, e nos esquecemos que nosso Deus não aceita suborno (II Cr 19:7), não devemos dar a Deus o que é de César, mas dar a Deus o que é de Deus.

                A verdade é que quando fazemos este tipo de sacrifício a Deus acabamos por expulsar a presença de Deus de nosso meio, olhemos para nossos sacrifícios e que eles não sejam como o sacrifício de Gideão, mas que nós possamos dar ouvidos a voz macia de Jeová, que sempre nos ensina como devemos nos portar diante dEle.

 

2º) O SEGUNDO SACRIFÍCIO DE GIDEÃO – vr. 25 e 26

                No segundo sacrifício tudo é diferente, pois ao ver que Gideão tinha feito tudo errado o Senhor fala com ele e diz como se deve fazer um verdadeiro sacrifício ao Deus Eterno e imortal, Senhor dos céus e da terra.

                Como o povo havia se desviado do caminho do Senhor, era costume que se separasse um bezerro recém nascido e que por sete anos se engordasse este animal, que se tornando um boi fosse o mais belo, o mais forte, o mais gordo, e assim no dia marcado se sacrificasse a Baal. Muitas vezes o nosso melhor não tem sido para Deus, passamos o ano inteiro economizando dinheiro para a tão famosa viagem, ou o tão sonhado carro, não que isso seja errado, mas para Deus damos as raposas, os coelhos. Deus não pediu o que era de Baal, até porque Ele é dono de todas as coisas. Ele apenas queria aquilo que fosse o melhor em sua casa.

                O Senhor manda que Gideão derrube o altar de Baal, e fazendo isso Gideão tomasse posse das melhore e maiores pedras, que havia. Aqui eu aprendo que no altar do Senhor as pedras são limpas, grandes e de destaque, esse é o lugar de Deus em nossas vidas, lugar de destaque, mas nós insistimos em levantar altares com pedregulhos e não com pedras.

                O Senhor também manda que Gideão corte o bosque que estava em volta do altar de Baal. Era costume que se cultivasse madeira de lei em volta do altar dos deuses pagãos, como carvalhos, acácia, cedro. Você já experimentou fazer isso, deixar nu o “pseudo” deus de sua vida. Há! Você esta falando que não tem outro deus em sua vida? Então eu vou refrescar sua memória, anota aí, “seu dinheiro, seu carro, seu time de futebol”, e quantas vezes nós pastores deixamos nossas famílias em casa, com filhos doentes para irmos pregar a palavra de Deus.

                Por último o Senhor diz a Gideão, edifica um altar AO SENHOR, no cume deste lugar forte, num lugar conveniente. Irmão! Você realmente já leu isso? O lugar do altar é lugar onde todos possam ver que você é uma pessoa de realmente de Deus. Pois hoje ta cheio de “crente agente secreto” por aí, pessoas convivem em uma empresa, colégio, condomínio e ninguém descobrem que são evangélicos. Gideão teve que fazer um altar onde todos daquela cidade pudessem ver que ali havia um altar ao Deus de Abraão, de Isaque e Jacó, por isso mostre quem você realmente é, não viva um evangelho barato se mostrando um crente barato.

                Veja que Gideão edificou um altar ali, mas o Senhor lhe disse que o lugar do altar deve ser um lugar forte e conveniente.

 

Ø      CONCLUSÃO

                Creio que você realmente aprendeu, veja que nosso jeito de fazer é errado, e não agrada a Deus, pois o primeiro sacrifício de Gideão foi fora do foco da visão de Deus, mas o que realmente me alegara é que quando você clamar, Deus enviará um profeta, e eu hoje sou o profeta que Deus enviou para te mostra como se deve sacrificar ao Deus Eterno.

                O segundo sacrifício de Gideão foi aquele realizado segundo a vontade de Deus. Sei que a partir de hoje, se seguires estes passos, Deus abrirá o céu sobre ti, e logo estará testemunhando a grande libertação de sua vida, a grande benção virá. E se puder me ligue para contar.

Hoje, ou melhor, daqui em diante você não poderá mais reclamar pela falta da voz de Deus, pois é meu desejo que todas as vezes que você fizer um sacrifício “fuleiro” para Deus, que Ele te lembre desta mensagem, e que te cobre de fazer o que é correto.

 

Pr. Alexandre Augusto
Itajubá/MG
Quadrangular
pastoralexandreaugusto@bol.com.br

 

segunda 29 junho 2009 09:43 , em Edificação



1 Fan

Nenhum comentário OS DOIS SACRIFÍCIOS DE GIDEÃO



Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (23.22.179.210) para se identificar     



Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para estudosbiblicos

Precisa estar conectado para adicionar estudosbiblicos para os seus amigos

 
Criar um blog